fbpx

Formação em Esquizoanálise – Lista de Espera

As inscrições para a turma de 2022 da Formação em Esquizoanálise com Luiz Fuganti estão encerradas. 

A próxima turma está prevista para agosto de 2023. Deixe seu e-mail para ser avisado(a) quando as inscrições estiverem abertas.

O que é? E o que pode?

O curso de formação em esquizoanálise é um programa de estudo, pesquisa e produção de si que oferece um instrumental conceitual e prático para você reencontrar as forças e voltar a ser quem você é de direito, isto é, uma potência de criar valor e de fazer a diferença na existência.

Desse modo produz-se um autêntico clínico de si e dos outros: um esquizoanalista em condições de praticar a clínica da esquizoanálise.

Como amplificar nossa realidade e multiplicar a nós mesmos?

Método

Trata-se de um método prático criado por Luiz Fuganti, baseado na esquizoanálise e na filosofia da diferença e pautado na intuição filosófica, que conduz à criação de si. É um caminho que leva à fabricação da própria realidade e à conquista de um modo libertário de desejar, sentir, agir e pensar.

Além de aplicar a esquizoanálise em si mesmo, criando um modo de vida libertador, você também pode se tonar esquizoanalista e exercer uma clínica que também libertará a outros.

É, antes de tudo, uma clínica da vida. O aspecto crítico do nosso método torna possível a desconstrução das prisões do nosso desejo, corpo e pensamento. Oferecemos um curso de desformatação das subjetividades que funcionam como peças de uma máquina social. O objetivo principal é fazer com que nosso modo de vida não seja mais alimento de um plano de organização social que nos enfraquece.

O curso (e o aspecto criativo do método) proporciona a construção de um caminho preciso, rigoroso e profundo para um autêntico plano de consistência e para uma nova maneira de viver. Os conteúdos e o modo de transmiti-los faz emergir um novo horizonte de eventos para o corpo, para o desejo e para o pensamento.

Nosso método não se reduz a um procedimento teórico de conhecimento. É sobretudo uma maneira prática de fazer ver, fazer acontecer e transmutar o pensamento. Funciona como polidor de novas lentes que fazem reencontrar e multiplicar as forças já disponíveis de cada um, mas até agora inacessíveis porque ainda cativas de um modo reativo de existir e que frequentemente nos torna cúmplices do que criticamos.

Criamos uma metodologia que, além de fazer emergir nossas forças ainda desconhecidas e/ou recalcadas, faz do pensamento um acontecimento imediato de um corpo pleno de potência. O ato de pensar torna-se imediatamente um ato de entrar em acontecimento e criar as próprias condições de existência, o que nos faz superar as condições determinadas pelo atual estágio de desenvolvimento de nossa época e cultura.

O aluno poderá conquistar a plena potência de criar o real que o preenche.

O curso se concentra nas zonas críticas e criativas da condição humana, nomeadas por Fuganti, Quatro Zonas de Passagem:

A primeira cartografa a condição da impotência do desejo.

A perda de intensidade do desejo (paixões tristes) e a separação da sua potência ou capacidade de agir e criar (esburacamento subjetivo do desejo).

A segunda zona de passagem cartografa o desejo de poder do impotente.



Quando o desejo tornado intencional cobiça e reproduz o poder (multiplicação das paixões tristes e investimento num centro de soberania – alimentando parte das frustrações).

A terceira zona de passagem é a reconexão das nossas potencialidades com o plano comum dos acontecimentos, onde se encontram e coexistem nossos modos de existir.

Acesso às condições dos devires ativos do desejo, essa terceira zona de passagem é o encontro do desejo (sem buracos ou faltas) com a superfície lisa das relações (sem significantes ou mediadores).

A quarta zona de passagem é quando a potência se torna criadora de diferença na existência, isto é, criadora de valor real.

Ela acontece quando nos reencontramos com quem somos de direito ou por essência. É a conquista da autonomia e liberdade como potência de agir e criar o real.